RECANTO SÃO FELIPE NERI - COMUNIDADE TERAPÊUTICA.

            “Eu vim buscar e salvar o que estava perdido”. (Mateus 18, 11).


            A Comunidade Católica Emanuel nasceu com a preocupação de dar uma resposta a tantas famílias que sofrem ainda hoje, com as drogas, álcool e tantos outros problemas que afetam a juventude. No primeiro acampamento realizado no Recanto São Felipe Neri, o JOAM de 2004 deparou-se com muitos jovens e adolescentes que, após o acampamento resolveram pedir ajuda. O que fazer com tantos que precisavam deste apoio para superar a dependência das drogas? Aquilo que nasceu para ser evangelização de jovens, de repente tornou-se uma Comunidade Terapêutica que acolheria tantos que buscariam socorro.

            No início a alternativa que tínhamos era pedir vagas em casas de recuperação em outras localidades. Muitas vezes enviamos pessoas para Curitiba, Nova Londrina, Palotina. Mas era tudo muito complicado, pois nem sempre essas casas tinham vagas para nos disponibilizar. Além do mais, a família não tinha condições de levar seus filhos e acompanhá-los depois tão longe. Muitas vezes o próprio padre Adão se deslocava para Curitiba levando esses meninos para o tratamento. A situação estava ficando insustentável e fomos sentindo a necessidade de criar aqui uma casa que pudesse acolher e oferecer apoio àqueles que realmente queriam ajuda.

            Os acampamentos continuavam acontecendo, a procura por ajuda também era cada vez maior. Estávamos negociando um sítio que pudéssemos adquirir e montar nossa estrutura para realizar os acampamentos e também construir uma casa de recuperação. Os trabalhos foram sendo intensificados e não faltou a graça de Deus e a generosidade de tantas pessoas que “mexeram o doce” e com muito sacrifício adquirirmos o sítio do Sumaré, hoje Recanto Dom Bosco, e ali inauguramos nossa primeira casa de recuperação. Esta casa foi construída pelos primeiros internos que, até então, residiam com o padre na casa paroquial da Paróquia Nossa Senhora Aparecida do jardim Ipê.

            Hoje, a Comunidade Católica Emanuel têm 15 anos que foi criada, e no Recanto São Felipe Neri em Tamboara retorna ao trabalho de recuperação.  Para o acolhimento o interessado passa por um processo denominado triagem um primeiro contato no escritório da comunidade com alguns exames médicos mínimos necessários e ter em mãos um laudo de um médico psiquiatra.

            Para ingressar na Comunidade Terapêutica o jovem precisa ADMITIR e querer, pois não se trata de um hospital ou um manicômio onde ele ficará internado de cama e dopado de medicamentos, mas trata-se de uma Comunidade Terapêutica, onde o filho (interno) deverá aderir livremente ao processo terapêutico ofertado. Não é uma casa de acolhimento para apenas acolher e manter ali a pessoa que não tem para onde ir. Mas trata-se de uma Comunidade Terapêutica, que visa resgatar a dignidade da pessoa, o amor próprio, promovendo perspectiva de vida e crescimento. Os valores da vida, da família, amor a Deus ao trabalho, respeito ao próximo são valores constantes que se procura despertar nestes que muitas vezes são vítimas de um sistema que não lhes ofereceu outra oportunidade.

            A Comunidade Católica Emanuel não cobra nenhuma taxa ou espécie de mensalidade pelo tratamento ofertado. A Comunidade sobrevive de doações espontâneas que as pessoas oferecem. Promove rifas, show de prêmios,  outras campanhas de arrecadação. Também conta com alguns sócios benfeitores que contribuem mensalmente com um valor por meio de boleto.

            Os interessados em encaminhar algum membro da família ou amigo para tratamento contra as drogas, deve entrar em contato com a secretaria da Comunidade Católica Emanuel e obter informações pelos fones:

(44) 3446 2947 ou (44) 99159 0204 ou pelo site www.comunidadecatolicaemanuel.com.br.

            “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância” (João 10,10). Esta missão de nosso Senhor Jesus Cristo deve ser também a nossa. Como batizados católicos precisamos oferecer oportunidades. Como estas pessoas aproveitarão estas oportunidades, não sabemos, mas seja como for as oportunidade precisam ser dadas.

EXAMES E DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIOS

REALIZAMOS ESSE PROCESSO DE TRIAGEM, ATENDENDO A RESOLUÇÃO RDC-ANVISA 101/2001, QUE PRECEITUA AS EXIGÊNCIAS MÍNIMAS PARA FUNCIONAMENTO DE SERVIÇOS QUE TRATA PESSOAS COM TRANSTORNOS DECORRENTES DO USO E ABUSO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS.


Exames Laboratoriais:

HEMOGRAMA

TGO

TGP

GAMA-GT

BILER RUBINAS

CREATININA

TSH

ANTI – HIV I

ANTI – HIV II

HBS AG

ANTI HCV


Relatório do Psiquiatra

Constando condições de Saúde Mental. O médico deverá justificar com o diagnóstico e CID-10, para que possamos atender a exigência da ANVISA. Quando tiver necessidade real de medicação, para alguma comorbidade, é necessário receita em separado para que o candidato faça uso do medicamento dentro da instituição.


  Avaliação Odontológia 
Parecer odontólogo sobre a situação bucal 

CÓPIA DOS DOCUMENTOS PESSOAIS

- Carteira de identidade ***

- CPF ***

- 01 fotos 3x4 recentes

- Carteira do SUS e atestado de VACINA

CÓPIA DOS DOCUMENTOS PESSOAIS DOS PAIS E/OU RESPONSAVEIS NO CASO DO DEPENDENTE

SER ADOLESCENTE /MENOR DE 18 ANOS 

- Carteira de identidade ***

- CPF ***


Image titleImage title

Image title


Compartilhe esta publicação
Top